segunda-feira, 8 de novembro de 2010

OPINIÃO: O Futuro Político de Patu

Há vários dias venho acompanhando os vários comentários postados nos blogs locais, nas comunidades do Orkut (em especial na comunidade Política de Patu) sobre a atual conjuntura política de Patu e confesso que fiquei um pouco preocupado com o que li.

Sem querer ofender ninguém, fazer juízo de valor ou interferir na opinião de outras pessoas, fiquei preocupado em ver jovens usarem todo o seu poder de argumentação para defender políticos/gestores que, até o presente momento, demonstraram não ter capacidade para administrar corretamente o nosso município.

Todos nós temos o direito de errar e ter uma segunda chance na vida, seja no âmbito pessoal, profissional ou político. Mas, na minha humilde opinião, Patu já provou dos dois modelos de administração: - O grupo político que saiu teve os seus méritos, mas nos oito anos que passou a frente do executivo municipal, alegando quedas no FPM (Fundo de Participação dos Municípios), deixou o município em situação complicada. - O grupo que está no poder, que também teve méritos, alegando os mesmos motivos, ainda não conseguiu implementar o modelo administrativo que Patu precisa para voltar a crescer.

Não quero aqui apontar, entre os dois grupos políticos patuenses, um único culpado pelo retrocesso no desenvolvimento do nosso município. Pelo contrário. O que sugiro é uma força tarefa de toda a sociedade patuense para que o nosso município volte a ter perspectivas de um futuro melhor e volte a se desenvolver como era em meados da década de 90, quando a briga pelo poder causou a ruptura entre os dois grupos que hoje disputam o poder político.

Naquela época, Patu tinha uma perspectiva de crescimento, mas as maselas daquele rompimento político apresentam sequelas até hoje. O gasto exagerado nas campanhas políticas dos dois grupos fizeram com que hoje o nosso município ficasse estagnado e sem perspectivas de desenvolvimento a curto prazo. Enquanto isso, a população paga a conta e deixa de ter acesso aos serviços básicos como educação de qualidade para todos e uma infra-estrutura de saúde adequada.
 
Nós temos duas escolhas: a primeira é continuarmos sendo meros coadjuvantes do quadro atual. A outra é passarmos a protagonista das mudanças que Patu precisa. Nós é que vamos escolher.

Um abraço a todos e até breve!

2 comentários:

Diogo Suassuna disse...

Concordo plenamente com a sua opinião, Sidney. Já passou da hora de Patu eleger algo novo, não em idade, mas em ideias. Isso significa uma mudança real, não apenas de marido para esposa ou de pai para filho. A não ser que a população prefira ser enganada eternamente...

FRANCISCO disse...

Alguém capaz de tomar pedradas,sofrer calúnias,e de preferência com boas ideias, se habilita?Se houver quem elabore um plano de governo factível,que leve ao conhecimento de todos os cidadões,e cidadães,EU ACREDITO,só peço encarerecidamente,não cutuquem onça,com vara curta!